MENU

 Artigos >> As melhores informações para o seu Vestibular
Confira as orientações e informações que podem ajudar na aprovação!!
 
8 DE MARÇO - DIA INTERNACIONAL DA MULHER

 

» 8 DE MARÇO - DIA INTERNACIONAL DA MULHER« 

A princípio, não me entusiasmo com o fato de termos o Dia Internacional da Mulher, mas, pensando um pouco melhor, na tentativa de enxergá-lo com outros olhos, resolvo até escrever sobre ele.

Criado em 1910, durante uma reunião na Dinamarca e oficializado em 1975, pela ONU, o dia oito de março foi escolhido alicerçado em fatos que, infelizmente, evidenciam a frieza e insensibilidade com o que deveria ser básico no relacionamento profissional e humano: a liberdade de lutar-se por uma vida mais digna.

Nesta data, no longínquo ano de 1857, cento e cinqüenta tecelãs tiveram suas vidas violentamente ceifadas. 
Depois de uma longa greve, essas valentes trabalhadoras fizeram uma manifestação por melhores salários e condições de trabalho, dentro da fábrica onde trabalhavam em Nova Iorque. 

A conseqüência desse ato não foi a conquista dos benefícios esperados, mas sim a violação do bem maior do ser humano: o direito de viver! Lá mesmo onde estavam, foram trancadas e o prédio foi incendiado, resultando na morte de todas.

O episódio ocorrido há cento e cinqüenta anos, leva-me a divagar sobre como foi árdua a constituição da mulher do século XXI. 
Lembrando tempos em que até o voto lhe era negado, é impossível, hoje, não enxergar os avanços, mas a luta pela igualdade de direitos, já tão antiga, ainda é necessária. 

Em lares onde o nível cultural e de escolaridade é baixo, os problemas de preconceito em relação à mulher são mais evidentes e muito presentes.

Nos dias atuais, já não se ouve falar em passeatas e greves feministas, mas isso não significa pensar que a mulher se acomodou. Na verdade, ela entendeu que o caminho deveria ser outro: o da profissionalização. 

Teria que sair do privado, lugar reservado a ela, na sua casa, junto à família, nas escolas primárias, nos balcões de estabelecimentos comerciais, e conquistar seu espaço no público, até então, território reservado para o homem. 

Assim, mediante tal conscientização, enfrentando dificuldades, obstáculos, discriminações, sonhou, ousou e perseguiu seu objetivo. 
Para isto, não abandonou os inúmeros papéis e atividades do seu dia-a-dia, pelo contrário, simultaneamente, com determinação e garra, estudou, instruiu-se, e fez nascer a mulher-profissional, a mulher do século XXI. 

Hoje, a mulher é destaque nas diferentes esferas onde atua. A constituição da engenheira, da médica, da taxista, da reitora, da veterinária, da ministra, da gerente, da presidente, da administradora de empresa, da psicóloga, da bióloga, da advogada e de outras mais, se dá ancorada em sua capacidade intelectual, determinação, coragem, sensibilidade e principalmente na habilidade de lidar com situações adversas e na imensa capacidade de amar. 

Tudo aliado às experiências adquiridas como mãe, esposa, filha, dona-de-casa, irmã, etc. E é isto que faz toda a diferença... 

Não chegamos ao fim. Ainda sofremos muito preconceito, ainda somos minoria em muitos segmentos da sociedade, ainda somos objeto apesar da luta para sermos consideradas sujeito. 

Mas, já que temos a data, que seja para refletirmos sobre o longo caminho que temos a percorrer e o muito que temos a comemorar. Parabéns mulher! 

Lúcia Maria Guimarães Nassim

 

<<< Voltar

 

 
 Página Principal

Fale Conosco | Anuncie Aqui | Cadastro | Notícias | Home



 

WebVestibular - O Site do Vestibulando - O Vestibulando em primeiro lugar! Desde 07/2000

Topo

.