MENU

 Biografia >> Biografia dos autores e escritores 
Biografia dos autores das principais leituras do Vestibular
 
Biografia de Ascenso Ferreira

 

Ascenso Ferreira

Ascenso nasceu no dia 9 de maio de 1895 em Palmares, cidade do interior de Pernambuco. 

Foi registrado como Aníbal, mas em 1917 muda o nome para Ascenso Carneiro Gonçalves Ferreira. Órfão de pai aos 7 anos, teve em sua mãe, uma professora primária abolicionista, sua primeira e maior mestra. 

Aos treze anos já trabalhava no comércio, na loja do seu padrinho. Lá teve contato com viajantes e suas estórias. Muito de sua infância interiorana estão em memoráveis poemas como em Minha Escola:

A escola que eu freqüentava era cheia de grades como as prisões.
E o meu Mestre, carrancudo como um dicionário;
Complicado como as Matemáticas;
Inacessível como Os Lusíadas de Camões!

À sua porta eu estacava sempre hesitante...
De um lado a vida.. - A minha adorável vida de criança:
Pinhões... Papagaios... Carreiras ao sol...
Vôos de trapézio à sombra da mangueira!
Saltos da ingazeira pra dentro do rio...
Jogos de castanha...
- O meu engenho de barro de fazer mel!

Do outro lado, aquela tortura:
"As armas e os barões assinalados!"
- Quantas orações?
- Qual é o maior rio da China?
- A 2 + 2 A B = quanto?
- Que é curvilíneo, convexo?
- Menino, venha dar sua lição de retórica!
- "Eu começo, atenienses, invocando
a proteção dos deuses do Olimpo para os destinos da Grécia!"
- Muito bem! Isto é do grande Demóstenes!
- Agora, a de francês:
- "Quand le christianisme avait apparu sur la terre..."
- Basta.
- Hoje temos sabatina...
- O argumento é a bolo!
- Qual é a distância da Terra ao Sol?
- ?!!
- Não sabe? Passe a mão à palmatória!
- Bem, amanhã quero isso de cor....

Felizmente, à boca da noite,
eu tinha uma velha que me contava histórias...
Lindas histórias do reino da Mãe-d'Água...
E me ensinava a tomar a benção à lua nova.


Foram essas "lindas histórias" que Ascenso usou para compor uma verdadeira rapsódia poética nordestina. São poemas com gosto da terra, de "Cana Caiana", de "Bumba-Meu-Boi", "Cavalhada", "Maracatu", "Mulata Sarará", "Xangó", "Xenhenhém"... Sua temática é a vida nordestina, e seus versos são de uma naturalidade que poucos alcançaram, como os de Manuel Bandeira e José Lins do Rego na prosa.

Tão natural que pula entre versos livres e metrificados, chegando até mesmo a fechar com chaves-de-ouro. Une o verso metrificado com o livre, com rima, toada e cadência própria de forma espontânea, como se "já tivesse vindo pronto"e não fossem resultados de construção poética. A "versatilidade do tom, as surpresas do humour, a poesia profunda de certos momentos da vida e da linguagem cotidianas" foi o que Ascenso aproveitou do modernismo, segundo Manuel Bandeira prefaciando um de seus livros.

No mesmo prefácio Bandeira sentencia: "Pois quem não ouviu Ascenso dizer, cantar, declamar, rezar, cuspir, dançar, arrotar os seus poemas, não pode fazer idéia das virtualidades verbais neles contidas, do movimento lírico que lhes imprime o autor". 
Ascenso transmite uma musicalidade própria que faz seus poemas ganharem outra dimensão quando ouvidos. 

E chega a estar no limiar entre o verso e a música.Mário de Andrade, escrevendo ao Diário Nacional em 1927 a respeito do lançamento do livro Catimbó, reconhecia que "só mesmo Ascenso Ferreira com este Catimbó trouxe pro modernismo uma originalidade real, um ritmo verdadeiramente novo". 

Em 1928 Ascenso trava um conhecimento pessoal com o autor de Paulicéia Desvairada e no ano seguinte se aproxima de vários intelectuais paulistas, como Cassiano Ricardo, Anita Malfatti, Menoti Del Picchia, Oswald de Andrade, Afonso Arinos e Tarsila do Amaral. 

Em 1951 grava LP com seus poemas, sendo o primeiro poeta brasileiro a gravar seus poemas em disco. Em 1955 é o 4o poeta brasileiro que tem sua voz gravada para a Biblioteca do Congresso em Washington. Morre no dia 5 de maio de 1965 no Recife.

Por Renato Lima

 

<<< Voltar

 

 
 Página Principal

Fale Conosco | Anuncie Aqui | Cadastro | Notícias | Home



 

WebVestibular - O Site do Vestibulando - O Vestibulando em primeiro lugar! Desde 07/2000

Topo

.