MENU

Mantenha-se sempre atualizado sobre todos os acontecimentos do globo.
Atualize-se!!
 
Dinheiro ou satisfação? O que escolher?

 

Dinheiro ou satisfação? O que escolher?

Você já decidiu qual será a sua carreira? Chegou o momento de marcar a sua opção. Qual será o curso que você fará? A partir daí, qual será a estrada profissional que você definirá para si mesmo?

Momento importante demais!
Nessa hora retornam a sua mente várias coisas que você ouviu durante os últimos tempos: - Faça Medicina. É tão bom ter um médico na família...
- Porque não faz Direito? Dá dinheiro!
- Meu tio é administrador de empresas e está muito bem sucedido.
- Já soube das grandes vantagens de quem opta por Engenharia? É o que dá grana hoje!
- Seu avô era psicólogo, seu tio é psicólogo, sua mãe é psicóloga.


Claro que é melhor você ir no mesmo caminho. E você fica com essas coisas na cabeça, ecoando. Coisas que pessoas disseram, a mídia disse, as revistas disseram, estatísticas disseram.
Somando-se a elas aparece também a voz do seu coração. E essa voz traz um caminho diverso.


Ela lhe fala sobre algo que você realmente quer para sua vida, uma carreira que trará satisfação, a realização de sonhos pessoais, a sensação de missão bem atendida, e você sabe que terá um imenso prazer diariamente ao decidir por essa direção.
Antes de tudo é importante lembrar que dinheiro é algo muito importante. Ter uma vida digna é desejo de todos. Isso é inquestionável.


E é importante ir além do “sobreviver”. Entretanto, quando pensamos em viver fazendo algo todos os dias, e se queremos ser profissionais com atuação excelente, a satisfação e o prazer em fazer são fundamentais.


Além do mais são 4 a 5 anos na faculdade. Se não for gostoso, já era, né? É importantíssimo encontrar estímulo para estudar e ir às aulas, pois Saber e Sabor devem andar juntos.
Então... e aí? Fazer o que se quer, ou o que pode dar dinheiro?
Essas questões também incomodavam Mark Albion. Esse cientista americano resolveu realizar uma importante pesquisa que se estendeu por 20 anos.


Ele entrevistou 1.500 estudantes e lhes apresentou duas alternativas:
1 - Você prefere ganhar dinheiro primeiro e depois procurar fazer o que gosta.
Satisfação é conseqüência.
2 - Você prefere buscar o que realmente quer e que lhe trará satisfação. Dinheiro é conseqüência.
Dos entrevistados, 83% optaram pela alternativa 1. Somente 17% achavam que era melhor fazer o que queriam, sem se importarem com o que acontecesse com suas vidas financeiras.


Mark Albion e sua equipe acompanharam os 1.500 estudantes por 20 anos.
Uma coisa interessante aconteceu. Dessas pessoas, 101 se tornaram milionários! Apenas 1 pertencia àquele grupo de 83% que buscava o dinheiro primeiramente.
Os outros 100 pertenciam ao segundo grupo que optou por fazer o que realmente queria.


“O que prova que, quando se faz o que realmente se ama, por um longo período de tempo, o dinheiro é uma conseqüência - provavelmente porque você é bom naquilo que faz e compromete-se com isso”, concluiu Albion.
Na verdade, o ideal é poder juntar grande satisfação pessoal, muito prazer, com resultados financeiros interessantes. Não há quem discorde disso.


Mas aqueles que só pensam no dinheiro muito provavelmente terão menos estímulo para fazer o que fazem.
E quando se tem menos estímulo, virá certamente força e energia em quantidade mais baixa e resultados pouco interessantes.
A pesquisa citada e o próprio dia-a-dia nos mostram a força desse pressuposto. Você acredita que os clientes procuram mais um profissional que gosta do que faz ou aquele que faz apenas por dinheiro?


Você, por exemplo, se submeteria a uma cirurgia com um médico que gosta da profissão e que sente satisfação em sua área, ou procuraria aquele que apenas quer o resultado material?
Sei que você está numa fase importante de decisão e quero sugerir algumas coisas que podem ser feitas imediatamente:
- Pergunte-se: Eu gosto realmente dessa estrada ou quero apenas agradar algumas pessoas fazendo essa opção?
- Olhe para você no futuro, construa na sua mente a sua própria imagem fazendo dessa carreira o seu dia-a-dia profissional. A imagem encanta? Você se sente animado?
- Converse com pelo menos 5 pessoas que estejam dentro da área e obtenha informações sobre sua experiência e sua prática diária. Peça a eles a chance de vê-los em ação.
- Leia artigos e livros sobre essa carreira; veja filmes e matérias sobre o que um profissional dessa área realiza; pesquise na internet.
- Identifique quais são as habilidades e dons que você já possui e que, associadas a sua satisfação pessoal, podem ajudá-lo a ser excelente na carreira.


- Se for necessário, recorra a um psicólogo que possa fazer com você um trabalho de orientação vocacional.
E no fi nal, busque um amigo bastante sábio que mora dentro de você. Consulte seu próprio coração. Pergunte a ele:
- Qual a carreira que vai fazer você bater com alegria e paixão aí dentro do peito?


Lembre que nenhum dinheiro desse mundo será uma escolha melhor do que a sua felicidade, e que fazer o que se gosta já é uma forma bastante segura de encontrar ótimos resultados.
Desejo-lhe muito sucesso!

Kau Mascarenhas - Vestibular em Foco 

 

<<< Voltar

 

 
 Página Principal

Fale Conosco | Anuncie Aqui | Cadastro | Notícias | Home



 

WebVestibular - O Site do Vestibulando - O Vestibulando em primeiro lugar! Desde 07/2000

Topo

.